Está aqui

Mensagem de erro

Strict warning: Only variables should be passed by reference em panels_breadcrumbs_ctools_render_alter() (linha 164 de /home/ff/public_html/sites/all/modules/panels_breadcrumbs/panels_breadcrumbs.module).

Christina Aguilera

Nome completo: Christina María AguileraApelido: X-Tina, Baby Jane, Madam XNascimento: 18 de dezembro de 1980 (31 anos)Local de nascimento: Staten Island, Nova Iorque, Nova Iorque
Estados Unidos
Gêneros: Pop, R&B, soul, jazz, danceOcupação: Cantora, compositoraInstrumentos: VocaisPeríodo em atividade: 1993 — presenteOutras ocupações: Produtora musical, dançarina, atrizGravadora(s): RCAAfiliações: T.I., Lil' Kim, P. Diddy, Britney Spears, Nicki Minaj, Nelly, Missy Elliott, Ricky Martin, Madonna, Justin Timberlake, Cher, Cee Lo Green, Adam Levine,Maroon 5, Rolling Stones, Pink, Andrea Bocelli, Mickey Mouse ClubInfluência(s): Whitney Houston, Mariah Carey, Cher, Aretha Franklin, Etta James, Janet Jackson, Madonna, Nina SimoneInfluenciado(s): Ashley Tisdale, Heidi Montag, Adam Lambert, Demi Lovato, Lady Gaga, Lana Del Rey, Vanessa HudgensPágina oficial: www.ChristinaAguilera.com

Christina María Aguilera nasceu em Staten Island, Nova York, em 18 de dezembro de 1980, e cresceu em Pittsburgh, nos subúrbios de Wexford, Pensilvânia. Filha de Fausto Wagner Xavier Aguilera, um militar equatoriano, e Shelly Loraine Fidler, uma professora de espanhol e violinista de ascendência irlandesa.[15][16] Como seu pai era militar, sua família sempre estava de mudança. Chegaram a morar no Texas, na Flórida, no Arizona e até mesmo no Japão.[17] Tudo isso em seus 6 primeiros anos de idade, a mãe de Aguilera (Shelly) se divorciou, e levou-as para a casa de sua avó, em Rochester, na Pensilvânia, uma cidade nos arredores de Pittsburgh com a esperança de reconstruir suas vidas. De acordo com Christina e sua irmã, o pai delas era controlador e abusador emocional e psicológico.[18] É possível percerber, Christina cantando suas dificuldades da infância em músicas como "I'm OK" do álbum Stripped, e "Oh Mother" de Back to Basics. Shelly ainda se casou novamente, com o paramédico Jim Kearns e trocou seu nome de Shelly Aguilera para Shelly Kearns. O padrasto de Aguilera era viúvo e pai de dois filhos: Stephanie e Casey. Mais tarde, Shelly e Jim tiveram um filho: Robert Michael.[19]

Desde que aprendeu a falar, Christina dizia que queria ser cantora e foi sua avó Delcie Fidler que descobriu o talento vocal de Christina. Quando criança, Aguilera aspirava ser uma cantora, cantando em shows de talento locais e competições, sendo reconhecida localmente como: "Garota do vozeirão".[20] Este rótulo se tornou um problema na vida da garota e, principalmente, nos demais concursos em que ela entraria. Quando os outros concorrentes sabiam que ela estaria participando simplesmente desistiam e os pais destas crianças não gostavam do que ocorria. Aguilera passou a ser perseguida e menosprezada. E a proporção dos ataques à pequena notável foram aumentando, chegando a atos de vandalismo em sua casa, depredações e até mesmo atentados ao carro da família.[21] Isso fez com que sua familía se mudasse para outro subúrbio de Pittsburgh (dessa vez Wexford), e mantiveram segredo sobre o seu talento. Aos nove anos, era a cantora oficial do hino nacional dos Estados Unidos, "The Star-Spangled Banner", e a cantora oficial da equipe de futebol americano dos Pittsburgh Steelers e da equipe de hóquei Pittsburgh Penguins. Em quinze de março de 1990, ela apareceu no programa Star Search, cantando "A sunday kind of love", mas, perdeu a competição ficando em 2º lugar. Depois de perder aquela competição, ela participou de um programa local cantando a mesma música, fazendo com que as pessoas comentassem que apesar dela ter dez anos, sua voz era de vinte. Com o sucesso de sua apresentação, foi convidada novamente. Desta vez, cantou "Vision of Love", o primeiro single de Mariah Carey, causando espanto por alcançar todas as notas, incluindo o famoso agudo, marca registrada de Carey.